5 Passos para Desligar e Revitalizar

5 Passos para Desligar e Revitalizar

Estar muito ocupado tornou-se uma moda. A maior parte das pessoas associa este estado a um elevado nível de produtividade, apesar de uma coisa não implicar necessariamente a outra.

A verdade é que com a quantidade de coisas que todos os dias chamam a nossa atenção, pode tornar-se complicado desligar e desconectar.

 

No entanto, o facto de estarmos constantemente ligados – a várias coisas, desde pensamentos, a smartphones e até a outras pessoas – faz de nós pessoas menos produtivas, já que não nos damos a possibilidade de passar por períodos de recuperação eficiente.

E, tal como quando treinamos os músculos, a recuperação é essencial em tantas outras áreas para que possamos voltar a activá-las com todo o seu potencial.

 

 

1  |  DESLIGUE A MENTE

 

O desligar da mente tem duas componentes importantes, mas em primeiro lugar terá de vir o sono. É durante o sono, por exemplo, que as nossas memórias são processadas e armazenadas – daí que as noitadas de estudo nos tempos de estudante talvez não sejam a melhor solução.

 

É também durante as horas de sono que ocorrem outras funções importantes, como a reparação de tecidos, a síntese de proteínas ou a libertação de hormona do crescimento.

 

O sono está ainda correlacionado com mudanças na estrutura e na organização do nosso cérebro. Se em tempos se pensou que esta função apenas era importante durante o crescimento, hoje começa a provar-se que esta continua a ser uma função de relevo também para os adultos.

 

Finalmente, estudos revelam que sujeitos com privação de sono apresentam níveis reduzidos da hormona leptina, e níveis elevados da hormona grelina. Ora estes níveis alterados destas duas hormonas levam a um aumento da sensação de fome, por isso se dormir menos é apenas natural que coma mais, o que pode ter efeitos prejudiciais na saúde e massa corporal a médio e longo prazo.

 

 

Quanto tempo devemos então dormir?

 

 

Pode variar e o ideal seria que todos dormíssemos enquanto o nosso organismo precisasse, sem necessidade de despertador. Sendo tal impossível na maior parte dos casos, o recomendado em idade adulta é entre 7 e 9 horas de sono por noite, sendo que compete a cada um perceber qual é o mínimo que lhe permite um ideal funcionamento e nível de energia ao longo do dia.

 

A segunda chave para desligar a mente é a meditação. Apesar de não ser possível desligar totalmente os pensamentos durante esta actividade, o objectivo será focar a nossa atenção num único ponto, como, por exemplo, na nossa respiração. Uns minutos que sejam a treinar o nosso foco e a impedir que a nossa mente salte de preocupação em preocupação é já uma grande ajuda para recuperar de todos os outros momentos em que pensamos em mil e uma coisas.

 

 

5-Passos-para-Desligar-Revitalizar-VIII

 

 

2  |  DESLIGUE-SE DO TRABALHO

 

Com um mini-computador na palma das nossas mãos, torna-se por vezes difícil não responder àquele email ou não atender o telefone ao chefe, principalmente quando é uma coisa simples e rápida. Mas se é simples e rápido, também pode ficar para amanhã, certo? E o cansaço de continuar a pensar em assuntos de trabalho depois de já estar em casa não compensa a reposta rápida fora do horário de trabalho.

 

Muitas pessoas sentem cada vez mais a obrigação de estarem sempre ligadas ao trabalho e darem respostas muito rápidas a clientes e chefias. No entanto, não só estão a criar o mau hábito de não estabelecerem limites entre a vida pessoal e profissional, como estão também a impedir a possibilidade de recuperarem as forças para mais um dia de trabalho.

 

Felizmente, já se começam a ver acções que visam impedir estas invasões do tempo pessoal, o que se torna importante já que nem sempre é fácil rejeitar esta constante ligação por iniciativa própria. A França aprovou já uma lei que limita o envio de emails fora do horário de trabalho e, mais recentemente, na cidade de Nova Iorque foi proposta uma lei semelhante.

 

Este desligar do trabalho pode ser ainda mais difícil para empreendedores e freelancers, cujo trabalho apenas depende de si próprios, mas é vital que nos obriguemos a desligar, principalmente se dependermos, no nosso dia a dia, de actividades criativas. É que apenas quando desligamos e entramos na fase de incubação do processo de criativo é que as ideias verdadeiramente interessantes começam a ser geradas.

 

 

3 | DESLIGUE-SE DA TECNOLOGIA

 

À semelhança do ponto anterior, mas um bocado mais profundo, o desligar de toda e qualquer tecnologia é imperativo em diversas situações.

 

Diariamente, para nos prepararmos para uma boa noite de sono, é fundamental restringirmos todas as fontes de luz azul a que estamos expostos. E apesar de os filtros de luz azul usados por algumas aplicações nos nossos smartphones e computadores ajudarem bastante, não são perfeitos. E quando falámos, no início, de dormir um bom número de horas para recuperarmos, faltou dizer que é importante que esse seja um sono de qualidade. Se anda a dormir oito ou nove horas por noite e mesmo assim se sente cansado, talvez o problema esteja aqui.

 

O ritmo circadiano é essencialmente controlado por duas hormonas: o cortisol e a melatonina. Num ciclo normal, o cortisol está mais elevado de manhã, auxiliando ao nosso despertar, enquanto que a melatonina, hormona que induz o sono, está mais elevada à noite. No entanto, a exposição à luz estimula a produção de cortisol e, por outro lado, a exposição específica à luz azul, proveniente dos monitores, faz diminuir os níveis de melatonina. Assim, a exposição à luz dos nossos monitores durante as horas imediatamente antes de dormirmos afasta automaticamente o sono e leva a um sono menos restaurador.

 

Por outro lado, um desligar da tecnologia mais prolongado de tempos a tempos, ou o chamado detox digital, também pode ser benéfico. A quantidade de notificações, mensagens e outras comunicações a que estamos expostos todos os dias podem fazer com que se gere alguma ansiedade, e cada um terá maior ou menor facilidade em lidar com isso. Mas todos podemos aproveitar uns dias sem tecnologia para fazermos coisas diferentes e retirarmos a pressão de estar sempre on e em contacto com o resto do mundo. Já existem até espaços de turismo com este mesmo conceito, basta procurar!

 

 

4 | DESLIGUE-SE DAS OUTRAS PESSOAS

 

Não querendo parecer dura nem fria, mas todos precisamos de tempo só para nós de tempos a tempos. É sabido que as pessoas mais introvertidas precisam de períodos regulares de tempo sozinhas para recuperarem as energias, mas mesmo os mais extrovertidos poderão beneficiar deste outro tipo de detox.

 

É quando estamos completamente a sós que conseguimos conhecer-nos melhor, e um auto-conhecimento profundo pode levar a alterações significativas nas nossas vidas. A possibilidade de fazermos as nossas reflexões, de tomarmos todas as decisões e de explorarmos as nossas vontades e os nossos pensamentos, apresentam-se muito mais facilmente quando não temos de nos preocupar com mais ninguém.

 

Seja uma viagem a solo, só por uns dias ou mesmo mais prolongada, ou então um fim de semana numa cabana no meio do monte, mesmo isolada do resto do mundo, a perspectiva de passarmos tempos apenas connosco próprios pode ser assustadora para alguns, mas talvez sejam esses mesmos os que mais beneficiariam.

 

 

5-Passos-para-Desligar-Revitalizar-IV

 

 

5  |  DESLIGUE-SE DA COMIDA

 

E já pensou em desligar, por algum tempo, o seu sistema digestivo? Mais uma vez, tal como os músculos precisam de tempo para recuperarem antes de os voltarmos a exercitar, também outros órgãos poderão beneficiar do mesmo tipo de pausas.

 

Estamos constantemente a exigir trabalho do nosso sistema digestivo, sem qualquer intervalo significativo. Assim, é normal que ele também fique cansado e, tal como o resto do corpo, precisa de um período de pausa para poder recuperar e reestabelecer-se.

 

Esta pausa do sistema digestivo pode ser conseguida através de um detox de sumos ou através da prática do jejum. Está comprovado que o jejum apresenta diversos benefícios para a saúde, desde função cognitiva melhorada, menor probabilidade de AVC, redução do stress oxidativo e da disfunção mitocondrial, e uma maior longevidade. Ajuda ainda a desintoxicar o organismo, a regular a concentração de açúcar no sangue e a melhorar a tensão arterial.

 

Quem escolher iniciar uma prática de jejum deverá começar por intervalos mais curtos, como prolongar o jejum nocturno por mais algumas horas, e progredir gradualmente para períodos mais longos de, por exemplo, 24 horas. Não custa tanto como parece e ainda conseguimos ficar com mais horas livres nesse dia para fazer outras coisas (como por exemplo, dormir mais uma hora de manhã e recuperar melhor!)

 

Destas 5 coisas, qual aquela a que não tem dado o devido tempo de recuperação? Que tal colocar já no calendário as próximas vezes em que o fará?

100
DESLIGAR
95
EQUILIBRAR
90
SERENAR

Stay
connected

You’re less likely to catch a cold and
your brain will get sharper! ;)

Entrar

Looking
for Inspiration?

Get all the exclusive news, stories,
tips and happenings in your inbox!

By signing up, you agree to receive our
newsletter and accept our web terms of use
and privacy and cookie policy.

YOUR CHOICES
Play All Replay Playlist Replay Track Shuffle Playlist Hide picture