Uma Reflexão Meditativa de Fim de Ano

Uma Reflexão Meditativa de Fim de Ano

De repente estamos no final do ano. Mais um ano que passou, mais um ciclo que se completou.

Nesta altura é um pouco inevitável que se façam contas à vida, balanços dos mais variados tipos, sobre os mais diferentes assuntos.

 

É bastante provável que nada mude de um dia para o outro. Que os desejos pedidos ao som das 12 badaladas fiquem por concretizar. Que as resoluções de Ano Novo e vida nova fiquem por cumprir – ou não – afinal, esta é uma época de magia, de esperança, de acreditar!

Seja o que for que o amanhã ou o novo ano nos reserve, esta é, sem dúvida, uma boa altura para reflectirmos, para avaliarmos as nossas acções, intenções, atitudes e motivações.

Onde estava no início de 2018 em termos de sustentabilidade? Que passos percorreu no seu caminho? O que ficou ainda por fazer?

 

 

 

A reflexão não tem de ser difícil.

Pode ser simples, leve, feita de forma despreocupada até!

 

 

 

No fundo, o importante não é fazê-la, mas senti-la.

Para simplificar ainda mais a tarefa, aqui ficam algumas directrizes que poderão ser úteis para guiar esse processo reflexivo.

 

Passo 1 | Comece por se sentar num lugar calmo e sem distracções. Se ajudar, coloque uma música ambiente.

Assegure-se que tem onde escrever (telemóvel ou tablet é válido, desde que esteja em modo offline). Feche os olhos ou fixe um ponto, respire profundamente, algumas vezes, e sinta o momento presente.

 

Uma Reflexão Meditativa de Fim de Ano The Minimal Magazine |

 

Passo 2 | Em seguida, faça uma retrospectiva geral do ano que está quase a acabar. Não tente forçar-se a pensar em nenhuma área específica.

É importante que consiga ter uma imagem global do que se passou. Visualize o ano como se fosse um filme a passar.

Imagine qual seria o título, quais as cenas que se destacam, as que o emocionam ou fazem rir.

 

 

 

E sinta-se grato por todas as experiências vividas,

por todas as aprendizagens.

 

 

 

Passo 3 | Agora tente focar nos aspectos que mais se relacionam com sustentabilidade. Poderá colocar-se algumas das seguintes questões:

•  O que sabia sobre sustentabilidade no início do ano e o que aprendeu até agora?

•  Até que ponto é importante para si ter um estilo de vida mais sustentável?

•  Quais foram as principais conquistas que conseguiu ter até ao momento (por exemplo, a nível dos resíduos gerados e reciclados, uso de água/energia, consumo, deslocações, contributo social…);

•  Quais continuam a ser os seus pontos fracos? Quais foram as maiores dificuldades/resistências que sentiu?

•  O que pode ainda melhorar? E por onde vai começar?

•  Que resistências precisa ainda ultrapassar (internas e/ou externas)

 

 

Passo 4 | Reserve algum tempo para sentir as suas respostas. Observe as suas emoções relativamente às mesmas.

Quando se sentir preparado continue a sua reflexão.

 

Passo 5 | Avance o seu filme para o final do ano de 2019. Imagine que vive a vida sustentável que deseja e responda às seguintes questões:

•  Qual a maior mudança que ocorreu na sua vida?

•  Como é a sua rotina diária?

•  Que coisas tem?

•  O que deixou para trás?

•  Que dificuldades sentiu?

•  Que benefícios teve?

•  Em que mudou como pessoa?

 

Passo 6 | Complete o filme, em retrospectiva, até ao momento em que se encontra agora. Que passos deu para chegar àquele final?

Realce as cenas que mais deseja que aconteçam com cor, som, tamanho, pormenores.

 

Uma Reflexão Meditativa de Fim de Ano The Minimal Magazine II

 

Passo 7 | No final registe as principais conclusões que retirou desta pequena meditação, quer em forma de conquistas e/ou de metas para o novo ano.

Guarde-as num sítio a que possa aceder sempre que sentir necessidade.

 

 

Se não conseguir encontrar um momento adequado para fazer este exercício, no meio da azáfama das festas, não há problema! Qualquer momento é válido, desde que exista disponibilidade e motivação. Pode inclusivamente repeti-lo, se achar pertinente, e fazer um acompanhamento mais frequente.

Estamos no final de mais um ano, no entanto, assim que colocamos de lado um pouco de melancolia e nostalgia que naturalmente lhe estão associados, depressa percebemos que o final de um ciclo é apenas uma oportunidade para um novo começo.

 

Não façamos resoluções apenas por fazer! Mas naquelas que fizermos, saibamos depositar a esperança e a determinação que é necessário para as fazer acontecer.

Feliz Ano Novo!

97
AVALIAR
98
REFLECTIR
100
SENTIR
Susana Machado - The Minimal Magazine
TAGS:

Stay
connected

You’re less likely to catch a cold and
your brain will get sharper! ;)

Iniciar sessão

Looking
for Inspiration?

Get all the exclusive news, stories,
tips and happenings in your inbox!

By signing up, you agree to receive our
newsletter and accept our web terms of use
and privacy and cookie policy.

YOUR CHOICES