Zero Plásticos na Natureza

Zero Plásticos na Natureza

Há um novo vilão na natureza: o plástico.

Por todo o lado se vêm iniciativas e alternativas a este produto, que se tornou a nova bandeira de luta ambiental. E de forma merecida: anualmente, 8 milhões de toneladas de plástico chegam aos oceanos, arrastados por rios e canais.

Pelo caminho, partem-se milhares de vezes, até criarem partículas minúsculas que são comidas por peixes, aves, mamíferos – e entram na nossa cadeia alimentar.

 

O problema do plástico não é novo, e os ambientalistas alertam para o mesmo já há bastante tempo.

 

 

O que mudou então?

 

A atenção das entidades governamentais, que se viram a braços com um alerta à saúde pública – em Portugal, 20% dos peixes de consumo quotidiano têm microplásticos nos seus estômagos – e uma quantidade cada vez maior de resíduos para os quais não têm capacidade de escoamento, desde que países como a China e a Malásia fecharam as suas fronteiras à importação de lixo.

 

Apenas 9% das 78 toneladas de plásticos produzidos anualmente são reciclados – um pouco mais de 7 toneladas.

Neste momento, a reciclagem não consegue acompanhar a produção. É essencial agir de forma diferente:

•  Reduzindo o consumo.

•  Reutilizando o que produzimos.

•  E sim, Reciclando o que for necessário.

 

O esforço de todos não irá ser suficiente, no entanto, sem o apoio das empresas e governos, que têm de agir em simultâneo com os nossos esforços individuais.

Um pouco por todo o mundo, vêm-se capitais a banir o uso de palhinhas, copos descartáveis e sacos de plástico. As empresas já são sensíveis a estas questões, oferecendo sacos reutilizáveis ou de papel, ou alternativas a embalagens descartáveis.

 

 

Cada um destes movimentos

individuais é importante,

mas chegou a hora de concertar esforços.

 

 

É por isso que a ANP | WWF lançou a campanha “Zero plásticos na Natureza – No Plastics in Nature” em que exigimos aos líderes mundiais um Acordo Global que seja juridicamente vinculativo para banir toda a fuga de plásticos para os oceanos até 2030.

A nossa luta começa em março na Assembleia Ambiental da ONU, em que queremos mostrar aos líderes mundiais que temos o apoio de centenas de milhares de pessoas por todo o mundo e com isso pressioná-los a criar um acordo que seja ratificado por todos e transposto para as leis de cada país.

 

Juntem a vossa voz à nossa, assinem a petição aqui e agora.

90
REDUZIR
85
REUTILIZAR
10
RECICLAR
WWF & ANP - The Minimal Magazine

Stay
connected

You’re less likely to catch a cold and
your brain will get sharper! ;)

Entrar

Looking
for Inspiration?

Get all the exclusive news, stories,
tips and happenings in your inbox!

By signing up, you agree to receive our
newsletter and accept our web terms of use
and privacy and cookie policy.

YOUR CHOICES