Viagens de Auto-Descoberta

Viagens de Auto-Descoberta

Autoconhecimento: Todos pensamos que temos, mas será mesmo verdade?

 

Pensamos que sabemos quem somos, mas quando nos perguntam o nosso propósito ou o legado que queremos deixar no mundo, a maior parte de nós tem uma certa dificuldade em responder.

Pensamos que nos conhecemos bem, mas quando nos perguntam quais os nossos valores individuais, não os temos na ponta da língua.

Achamos que sabemos exatamente o que queremos, mas quando nos perguntam qual a nossa visão para o futuro, não conseguimos ir mais longe do que as próximas férias.

 

Muito se fala, hoje em dia, da importância de sermos autênticos. E sim, é mesmo importante. Mas como poderemos ser autênticos se não soubermos exatamente quem somos? Como podemos viver em alinhamento se não fazemos ideia onde está o nosso alinhamento?

 

 

Ferramentas para o autoconhecimento

 

 

Existem várias ferramentas que todos podemos usar para aprofundarmos o nosso autoconhecimento, algumas delas estão à distância de uns segundos ou da esferográfica mais próxima.

 

 

Tempo a sós

A maior parte de nós não está muito habituado a passar tempo consigo próprio, e quando tal acontece rapidamente arranja uma distração, seja sob a forma de um smartphone com acesso às redes sociais, uma TV ou Netflix, ou mesmo livros e outros conteúdos.

Estar 5 minutos simplesmente sentado com os seus próprios pensamentos é praticamente impensável para muitas pessoas. Mas tempo passado a sós e sem distrações é uma das melhores ferramentas para o autoconhecimento. Por algum motivo existem retiros de silêncio absolutamente transformadores.

 

 

Viagens de Auto-Descoberta The Minimal Magazine II

 

Meditação ou outras atividades meditativas

Felizmente a meditação começa a tornar-se num dos temas da “moda” e ainda bem, já que é outra excelente ferramenta para o autoconhecimento.

Ao contrário daquilo que muitas pessoas acreditam, meditar não consiste em parar de pensar mas sim, em focar o nosso pensamento em algo específico ou então em apenas observar os nossos pensamentos conforme eles chegam e vão. Esta observação de pensamentos pode levar a descobertas sobre nós próprios que não perceberíamos de outra forma.

 

 

Escrita livre de auto-reflexão

Para mim, a escrita livre é um dos melhores métodos de autoconhecimento. Consiste em colocar no papel tudo aquilo que nos vai na cabeça, sem filtros. Muitas vezes ajuda a quebrar ciclos de pensamentos que andam em loop na nossa cabeça, o que permite obter uma muito maior clareza em relação a alguns assuntos.

Quando feita logo a seguir ao acordar, quando ainda estamos mais em contacto com o nosso subconsciente, podem surgir pensamentos que não esperaríamos, levando-nos a perceber coisas que não veríamos de outra forma, como crenças que nos estão a bloquear.

 

 

Atividades criativas

Talvez por terem também o potencial de se tornarem um pouco meditativas, tendo o poder de retirar o nosso foco dos problemas do dia a dia, também as atividades criativas (como desenho, pintura, escultura, dança, entre outros) podem levar-nos a um nível mais profundo de autoconhecimento.

 

 

Terapia e Coaching

Processos como terapia ou coaching, por nos levarem a pensar, refletir e falar em voz alta de coisas que sozinhos não faríamos, têm logicamente um forte impacto no nosso autoconhecimento.

 

 

Viajar como ferramenta

de autoconhecimento

 

 

Viajar, e principalmente viajar a sós, pode também ser uma excelente ferramenta para a auto-descoberta e o autoconhecimento, por variados motivos, como os que apresento de seguida.

 

 

Sustentavel ou não The Minimal Magazine III

 

 

1 | Tomada de todas as decisões

Sempre que planeamos uma viagem, há um sem-fim de decisões que precisam de ser feitas. Desde as datas em que iremos viajar, os voos e horários, os sítios onde ficaremos a dormir, não esquecendo, claro, o nosso destino.

Se estivermos atentos a estas tomadas de decisão, poderemos perceber coisas importantes sobre nós. Por exemplo, que importância damos a umas coisas em detrimento de outras quando o nosso orçamento não é infinito – o que pode dar-nos indicações sobre os nossos valores – ou mesmo, onde preferimos colocar o nosso foco e que tipos de experiências são mais prazerosas para nós.

 

 

2 | Tempo a sós

Em viagem, o tempo passado a sós pode ser fortemente potenciado. Isto é bastante óbvio se viajarmos sozinhos, mas mesmo quando vamos com outras pessoas, podemos arranjar oportunidades para nos encontrarmos apenas connosco próprios.

E, como já vimos, o tempo passado a sós é excelente para o autoconhecimento.

 

 

3 | Afastamento de círculo de influência

Quando viajamos, somos automaticamente removidos no nosso círculo de influência mais próximo, permitindo-nos o distanciamento necessário para percebermos como é que realmente funcionamos quando não estamos sujeitos a essa influência externa.

A verdade é que todos somos condicionados pelo meio que nos rodeia, pelo que sairmos desse meio por uns tempos só poderá levar a descobertas interessantes.

 

 

4 | Mergulho em culturas desconhecidas

Logicamente, o contacto com outras culturas é uma das partes mais significativas de qualquer viagem, e a forma como essas novas realidades nos impactam também nos pode dar insights poderosos sobre a pessoa que somos.

 

 

5 | Contacto com novas pessoas

Inevitável é o potencial para conhecermos outras pessoas. Também isto é mais fácil de acontecer quando viajamos sozinhos.

Mas mesmo em casal ou em grupo, podemos acordar com os nossos companheiros que haverá um esforço durante a viagem para todos conhecermos pessoas novas.

Viagens de Auto-Descoberta The Minimal Magazine I

 

 

Como aproveitar o potencial para

autoconhecimento ao máximo?

 

 

Mas, tal como no dia a dia, muitas vezes vamos em viagem sem aproveitarmos todo o seu potencial para auto-descoberta, pelo que deixo algumas dicas para aproveitares a tua próxima viagem ao máximo nesta perspetiva:

 

 

•  Ir sozinho | Se puderes, faz uma viagem sozinho e aproveita para passares tempo de qualidade na tua própria companhia.

 

 

•  Ir por períodos mais longos | Se conseguires prolongar a tua viagem, maior o potencial para autoconhecimento associado, já que a remoção do teu ambiente natural e do teu círculo de influência será mais prolongada.

 

 

•  Estar presente | Claro que para realmente aproveitar o potencial da viagem para a auto-descoberta, é necessário estar presente a atento a tudo o que acontece e aos pequenos sinais que nos indicam quem é o nosso verdadeiro “eu”

 

 

•  Não planear todos os detalhes | Planeia algumas coisas mas deixa algum tempo aberto para o imprevisível, para simplesmente fazeres o que te apetecer no momento. Mantém-te atento ao que mais te apetece fazer.

 

 

•  Escreve | Aproveita e regista o relato da tua viagem. Escreve sobre os locais que visitas, mas também sobre os teus pensamentos e emoções ao longo da jornada e aproveita para juntares várias ferramentas de autoconhecimento num momento só, para uma descoberta verdadeiramente poderosa do teu ser mais autentico.

95
DISTANCIAR
99
DESLIGAR
100
IMERSÃO

Stay
connected

You’re less likely to catch a cold and
your brain will get sharper! ;)

Entrar

Looking
for Inspiration?

Get all the exclusive news, stories,
tips and happenings in your inbox!

By signing up, you agree to receive our
newsletter and accept our web terms of use
and privacy and cookie policy.

YOUR CHOICES
Play All Replay Playlist Replay Track Shuffle Playlist Hide picture